09/06/2017

Entenda os modernos processos produtivos da Fast Açaí

Para garantir que o consumidor tenha sempre a melhor qualidade, é necessário adotar rígidos procedimentos que vão desde a coleta da matéria-prima até a distribuição dos produtos. Consciente de sua responsabilidade e compromisso com os consumidores, a Fast Açaí melhora constantemente sua logística de produção e mantém rigorosos padrões de higienização. Continue a leitura e entenda como são realizados os processos produtivos da Fast Açaí.  

Importância dos processos produtivos da Fast Açaí 

A Fast Açaí produz diariamente 3.500 litros de açaí expresso, 900 litros de cupuaçu expresso, 1.200 wraps e 300 sanduíches naturais. Para garantir que todos esses itens cheguem em tempo hábil às mais de 140 unidades da rede localizadas em 12 estados brasileiros mais o Distrito Federal, além da unidade dos Estados Unidos, é imprescindível usar as novas tecnologias e avançados processos de produção.

Para que os produtos sejam bem aproveitados e todos os clientes recebam produtos de qualidade, os processos produtivos da Fast Açaí começam no momento da coleta da matéria-prima, passam pelo seu processamento e chegam até o armazenamento. Todas as etapas possuem padrões de higiene específicos para garantir a completa segurança alimentar para o consumo.

Controle dos processos produtivos da Fast Açaí

A Fast Açaí conhece, acompanha e avalia todo o processo de produção das matérias-primas adquiridas para a fabricação dos produtos da marca com o objetivo de certificar-se da qualidade dos alimentos fornecidos. Para isso, periodicamente envia uma equipe para as regiões onde são produzidos esses insumos e os responsáveis verificam como tudo é manuseado, transportado e armazenado.

Processo produtivo: qualidade desde a coleta da matéria-prima

O fruto que é matéria-prima para a produção do açaí expresso da Fast Açaí é coletado no Pará ainda na madrugada e passa pelo processo de colheita, transporte e despolpamento em menos de um dia, garantindo que o produto continua adequado para consumo.

A colheita do cupuaçu em Rondônia também segue os processos produtivos da Fast Açaí: o fruto é coletado do chão, pois os que permanecem nas árvores não podem ser colhidos. O prazo da coleta até a chegada do produto na fábrica para a despolpa também não pode passar de 24 horas.

Após o despolpamento do açaí e do cupuaçu, as polpas são envasadas em embalagens plásticas de um quilo esterilizadas e passam por um processo de ultracongelamento a -18°C para garantir que nenhuma bactéria prolifere no produto. Depois do congelamento, as barras são colocadas em sacos de ráfia e transportadas até a fábrica da Fast Açaí, que recebe o produto in natura e realiza testes para verificar se os produtos estão adequados aos padrões de qualidade definidos.

Assim que chegam na fábrica, as barras são armazenadas em câmaras a -18°C e em seguida é feito o processamento das barras de polpa, que são colocadas nos trituradores ainda congeladas e recebem a adição de banana e xarope de guaraná.

Quando atinge a espessura ideal, o produto é envasado em pacotes plásticos e posteriormente é colocado em caixas de nove litros. Para chegar até o destino, o açaí e o cupuaçu são mantidos e entregues congelados ou refrigerados.

Processos produtivos na rotina de trabalho

Todos os colaboradores da Fast Açaí são treinados para seguir a Portaria 326, publicada pela Anvisa, que normatiza os cuidados na fabricação de alimentos. Os processos produtivos da Fast Açaí envolvem oito itens que são observados e fiscalizados rotineiramente, como potabilidade da água, controle de pragas urbanas, requisitos de higiene e assepsia pessoal entre outros.

A Fast Açaí oferece um mix diferenciado de produtos que seguem o conceito de healthy fast food (refeição rápida e saudável). Saiba mais sobre nossos produtos e leve muito mais sabor para a sua vida.